Educação Patrimonial

A Educação Patrimonial é um caminho muito valorizado pela ERA Arqueologia, desde os seus primórdios, e é nesse pilar que assenta todos os projectos ERA. A comunicação em ambiente de obra, as inúmeras visitas a escolas de ensino básico e secundário, as visitas de estudo promovidas, as acções de divulgações e etc. São concebidos como processos educativos que primem pelo objectivo da construção colectiva do conhecimento.

 

ARQUEOLOGIA NO BAIRRO

Data: 11 de setembro | Hora: 18h00 |  Local: Claustro da Igreja da Graça | Entrada livre 

Tema: Rua dos Lagares 74: um espaço pluricultu(r)al

 

O papel do Tejo na industrialização da Lisboa Novecentista

Data: 19 de setembro | Hora: 17h00 |  Local: Auditório Adriano Moreira | Entrada livre 

Orador: Inês Mendes da Silva

Sociedade de Geografia de Lisboa | Rua das Portas de Santo Antão, 100 | | 1150-269 Lisboa – Portugal  | 213425401 – 213464552

Mais informações: 218 172 180

 

ARQUEOLOGIA NO BAIRRO

Data: 21 de setembro | Hora: 18h30 |  Local: Claustro da Igreja da Graça | Entrada livre 

Tema: Miradouro da Graça: Um Vestígio da Cerca Fernandina

Mais informações: 218 172 180

 

ARQUEOLOGIA NO BAIRRO

Data: 25 de setembro | Hora: 18h00 |  Local: Claustro da Igreja da Graça | Entrada livre 

Tema: Muralha Fernandina do Quartel da Graça: Novos Elementos

Mais informações: 218 172 180

 

 

AÇÕES DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

Formação

Acções de Formação (Aulas abertas, participação em congressos, comunicações)

Workshops

Turismo Arqueológico

A ERA, Arqueologia apresenta a iniciativa:

Complexo Arqueológico dos Perdigões

HERITAGE AND WINE TOUR

 

 

Durante o período de realização da Campanha de escavações de 2018 a ERA, com a participação da Herdade do Esporão, promove visitas de turismo cultural onde o património e o vinho se aliam para lhe proporcionar um dia inesquecível.

Heritage and Wine Tour Flyer

 

Estaleiro da ERA

A ERA convida-o a visitar os trabalhos que tem em curso, no Porto ou em Lisboa, onde o trabalho desenvolvido em qualquer uma das suas principais áreas de intervenção (arqueologia, conversação e restauro, antropologia e geofísica) justificarem uma visita pública.

O objetivo é dar a conhecer como se desenvolve o trabalho escondido por detrás dos tapumes das obras, desvendar a realidade da arqueologia em Portugal, desfazer mitos e demonstrar de que maneira estas ciências são parte activa e integrante da requalificação das nossas cidades.