Convento de Santo Agostinho, Leiria

A ERA-Arqueologia levou a cabo o processo de Conservação e Restauro de elementos de pintura mural e cantarias no Convento de S. Agostinho, em Leiria, tendo a intervenção sido realizada, entre Janeiro e Maio de 2014, para a empresa Soteol.

Os elementos de cantaria que foram intervencionados fazem parte da arquitetura do convento e dizem respeito a arcos (claustro), colunas, vãos de portas e janelas, bancos, caleiras e contrafortes. Relativamente aos elementos de pintura mural, estes revestem a abobada de dois compartimentos, nomeadamente, Sala do Capítulo e respetiva antecâmara e Sala da Reserva. A Sala da Reserva encontrava-se em processo de reforço estrutural, tendo os trabalhos de conservação e restauro sido realizados previamente nas áreas que não ameaçavam ruir.

A intervenção permitiu um desenvolvimento conservativo e preventivo em função do conhecimento completo das peças abordadas pertencentes ao século XVII.

Aconselhou-se a implementação de algumas medidas preventivas para uma melhor conservação da pintura existente e todos os outros elementos que compõem o interior das salas, nomeadamente a aplicação de filtros UV nas janelas presentes. Sublinhou-se a necessidade de cuidados constantes relativamente à limpeza do espaço, em particular a limpeza das superfícies pictóricas apenas com panos secos e sem o recurso a qualquer tipo de solventes.

O culminar da intervenção de conservação e restauro teve por fim a valorização e o reaver da importância, da beleza artística e histórica de uma pintura mural que durante muitos anos esteve coberta e desconhecida. Com valor histórico e artístico, deverá sempre ser intervencionada e conservada por entidades qualificadas e competentes nesta matéria.