Acompanhamento Arqueológico de Obras

O ordenamento do território assume a componente de património como factor relevante no contexto da sua ponderada gestão. Nesse contexto existem diversos tipos de condicionantes legais à implementação de projectos, nomeadamente daqueles que implicam obras intrusivas no subsolo. O grau de tais condicionantes varia de acordo com um mapeamento que classifica os territórios consoante o seu nível patrimonial, conhecido ou potencial.

O acompanhamento arqueológico de obras é uma das várias medidas de minimização de impactes sobre o património que se aplica a áreas de potencial arqueológico intermédio.

Os trabalhos de acompanhamento arqueológico de obras pressupõem a observação de movimentações no subsolo (i.e. levantamento de pavimentos, desmonte de paredes, revolvimento de terras, desaterros ou outras acções que possam ter afectação directa do subsolo ou de elementos edificados) realizadas por via mecânica ou manual, de forma sistemática e permanente.