Prospecção Arqueológica

A prospecção arqueológica, tendencialmente não intrusiva, inclui um conjunto de acções que tem como objectivo caracterizar, em termos patrimoniais, uma determinada área de forma não invasiva. Tem como objectivo a minimização de impactes sobre o eventual património arqueológico e realiza-se previamente à fase de finalização de projecto ou de uma intervenção propriamente dita.

A prospecção arqueológica segue um faseamento de acções cujo cumprimento resulta num conhecimento aprofundado da área em causa. Este conjunto de acções pode incluir pesquisa bibliográfica e documental, análise cartográfica e de fotografia aérea, relocalização de dados no terreno e prospecção selectiva ou sistemática.

A prospecção selectiva pressupõe a respectiva orientação de acordo com a identificação preliminar de áreas de maior potencial e a prospecção sistemática , sendo exaustiva, abrange a totalidade da área sob análise.